13 novembro 2016

Aumente o tamanho da fonte Diminua o tamanho da fonte

Fanfic: Amor de Colegial - Capitulo 03

Fanfic: Amor de Colegial - Capitulo 03

Pov | Edward

Mas um dia de aula, mas um dia do meu reinado, era engraçado ver como as coisas naquela escola acontecia exatamente da forma que eu queria, como tudo ali girava ao meu redor.
Assim que cheguei na escola fui recepcionado pelos meus amigos, Tanya antes mesmo que eu saísse do carro já estava pendurada no meu pescoço, aquela ali ainda tinha esperança de ter um relacionamento serio comigo, coitada.

"Fala aí Edward, ficou sabendo que tem uma aluna nova na nossa sala?" Perguntou o Caius, ele era meu principal informante na escola, ele pegava alguém na secretaria e tinha todas as informações que precisávamos antecipadamente.
Tentei delicadamente afastar o braço da Tanya do meu pescoço sem chamar muita atenção, eu gostava de pegar todas as garotas e ter ela ali a minha disposição quando eu queria, então não podia dar um fora nela, não em público.

"Alguém importante?" Perguntei, querendo saber se era alguém que deveria fazer parte do nosso grupo social.

"Não sei minha "tiazinha" não quis dizer quem é ela e nem a Ângela sabe quem é ela." Então não devia ser alguém importante se fosse já saberíamos quem era.

"Não deve ser alguém importante." Expus meus pensamentos.

"Querido as únicas pessoas importantes somos nós, não vejo ninguém que pese mais que um Masen." Outra coisa que eu gostava da Tanya, ela adorava elevar mais minha autoestima.

"Ela deve ter algum sobrenome no mínimo interessante se não ela não estaria na nossa sala." Disse à Jane, ela estava certa nossa turma era composta dos principais herdeiros do estado.

"Não faço a menor ideia de quem possa ser, deve ser filha de algum novo milionário." A voz de desprezo na voz da Lauren era evidente, e olha que a família dela não era nem tão rica para ela ser tão esnobe.

"Acho melhor irmos para a sala hoje e aquele professor chato." Disse a Kate, de todos ela era a mais estudiosa, na verdade ela era a única que estudava de verdade, era ela que sempre nos alertava dos horários, de trabalhos e tudo mais e que fosse relacionado a escola.

"Vamos." Eu realmente não queria ficar ouvindo ladainha de professor.

[...]
Eu sentava sozinho, não gostava de ter companhia, era assim desde sempre, só me permitia ter parceiros de aula quando realmente não tinha saída. Depois de alguns minutos em que já estávamos na sala, minha irmã chegou ela estava quase atrasada o que era estranho se tratando da Alice e se tornava mais estranho ainda por ela ter saído de casa primeiro, mas eu deixaria para descobrir o porquê da demora depois, não iria fazer uma cena ali.

Me irritou muito o fato dela ter chegado e ido direto sentar no colo do Jasper, ele era meu melhor amigo e por isso eu já tinha alertado ela que para ele ela não passava de mais uma, um passa tempo, nada mais do que isso. Mas ela era tola e nem com ele a traindo na frente dela ela mudava de ideia, na cabeça absurda dela ele ainda iria se apaixonar por ela, e ser fiel e todas essas coisas. Mas o que ela não entendia era que se que podia chamar o que eles tinham de namoro e ele nunca iria ficar com ela realmente, pra ele ela era como a Tanya era para mim, de um jeito bem explicado não passava de uma vadia que estava sempre disponível, me doía falar/pensar assim dá minha irmã, mas o que eu podia fazer se era a mais pura verdade, se ela fosse diferente, não fosse tão disponível talvez, mesmo sendo bem improvável, ele pudesse a ver de forma diferente.

Eu tinha prometido aos meus pais não iria mais me meter na vida da Alice, e se ela queria se comporta como uma piranha o problema era todo dela, mas como irmão dela eu tinha o direito de não gostar da situação em que ela se encontrava, mas como eu tinha prometido não iria fazer nada, então eu simplesmente fingia que não estava vendo.

[...]

A aula corria bem, biologia não era muita minha praia mais eu conseguia me destacar.
Foi engraçado ver a cara de raiva do professor, quando no meio da explicação alguém teve a audácia de bater na porta, se existia algo que esse professor odiava era interrupções, por esse motivo mesmo ele mantinha a porta trancada, durante a aula não tinha banheiro, água nem nada. Óbvio que ele não proibia mas tinha que ser bem audacioso para solicitar tal coisa. Carrancudo ele foi abrir a porta, era a Ângela Weber, ela era de uma família que já tinha sido rica, a família dela tinha perdido tudo ano passado por causa de uma crise e agora ela era bolsista, nem sabia o porquê dela continuar na nossa sala, mas o bom era que agora ela trabalhava na secretaria, como uma forma de custear sua bolsa de estudos, assim conseguíamos Informações que ninguém tinha de forma antecipada. Era estranho ver ela atrasada ela costumava a ser a mais pontual, ela também não podia se dar ao luxo de perde a bolsa.

“Ângela sabe que eu não permito atrasos. ” A voz do professor soou alta, chamando mais a atenção do que ele já tinha.

“Desculpa professor e que o diretor me pediu para acompanhar a nova aluna até a sala dela que por coincidência e a mesma que a minha. ” Ela disse apontando para a garota na que estava alguns passos atrás dela, eu nem tinha reparado que aquela menina estava ali, não a conhecia, mas já sentia pena da mesma porque eu tinha certeza que o professor iria ficar no pé da pobre menina até o final do ano.

“Aluna nova no meio do ano. ”

“Sim, porque algum problema? ” A voz da garota soou debochada ela provavelmente não fazia ideia da fama do professor.

“Claro que tem” ele disse fazendo sinal para que elas entrassem, a Ângela passou direto pela menina e foi se sentar no lugar dela, a garota permaneceu encarando o professor. “Espero que possa acompanha a turma não irei volta matéria nenhuma por você. ”

Foi impossível controlar a risada, ele já tinha começado e iria ficar o ano todo mandando indiretas e algumas vezes direta para a garota.

“Eu acho que não será necessário, isso aí “ ela apontou para o quadro. “Eu aprendi com dez anos. ”

Eu vi o professor ficar vermelho de raiva, mas foi impossível controlar a risada.

“Acho que a senhorita já atrapalhou demais a minha aula, por favor vá se sentar ali. ” Ele disse espumando, eu nunca tinha visto ninguém desafia-lo assim essa garota já tinha alguns pontos no meu conceito. Já tinha reparado que ela tinha um temperamento difícil, iria ser terrível ter que ser companheiro de classe dela.

“Fazer o que. ” Ela murmurou, vindo se sentar no meu lado.
“Eu quero me sentar no canto. ”

“Nem vem gótica. ” Eu, Edward Cullen, não iria ceder meu lugar para ela nunca e para abaixar um pouquinho o temperamento dela resolvi apelidá-la da forma que mais me pareceu adequada.

“Gótica? ” Ela perguntou, não como se tivesse realmente esperando uma resposta, ignorei-a voltando a prestar atenção na aula.

[...]

A aula passou voando, assim que o sinal tocou eu disparei para fora da minha cadeira, aquela era a melhor parte do meu dia, pelo menos na escola.

Fui um dos primeiros a chegar na minha mesa de costume no refeitório, me sentei no lugar de sempre na cabeceira da mesa ao lado do Jasper, alguns segundos depois a mesa já estava quase completa com todos os caras que compunham meu grupo.

"Bem Cullen você está pronto para seu mais novo desafio?" Perguntou o idiota do Mike Newton.

"Qual?" Eu não conseguia me lembrar de ter que fazer desafio nenhum.

"Pegar a esquisitinha."
Olhei pra ele entendendo onde ele queria chegar a droga da nossa competição antiga, eu estava na frente, mas se ele pegasse a novata eu teria que pegar minha irmã para desempatar.

"Pensei que já tivesse se convencido de que eu sou melhor que você."

"Nem fodendo Cullen. Você sabe que eu só não te passei ainda porque você deve ter falado algo com a sua irmanzinha."

"Coitado de você, eu não preciso disso."

"Então vamos finalizar essa competição de uma vez por todas."

"Como?"
Perguntei, aquela altura todos ali presentes na mesa já tinha toda a atenção voltada unica e exclusivamente a nossa conversa. Seria bom uma forma de provar definitivamente que eu era melhor do que aquele verme.

"Bem quem pegar primeiro aquela lá é o melhor." Olhei pra ele buscando entender por que daquela confiança toda.

"Só pegar ela, fácil assim" Perguntei ainda desconfiado.

"Pegar e depois ter como provar que pegou."

"Como assim?" Ainda não tinha entendido onde ele queria chegar com aquela conversa.

"Grava um videozinho."

"Vídeo não Mike, vídeo é exagero." Eu disse, ok eu podia pegar contar pra todo mundo que peguei, mas expor alguém assim era muito serio.

"Tá amarelando Cullen?"
Eu não entendia onde ele queria chegar, mas não estava gostando. Todos ali na mesa já tinham sorrisinhos no rosto sabendo que teríamos uma longa batalha pela frente.

"Não, eu pego ela é qualquer outra fácil e todo mundo sabe disso, só não vou gravar nada." Disse convicto.

"Não precisa ser um vídeo longo, alguns segundos já basta. Deixa de frescura que você já fez coisa pior." Disse o Tyler se metendo na nossa conversa. Sim provavelmente eu já tinha realmente feito coisas piores, alguns segundos não teria problema, eu poderia grava uma trepada completa e pegar alguma parte que mais inocente possível.

"E pegar ou larga Cullen."

O Olhar que o Jasper me lançou deixava claro que eu iria fazer merda, mas eu não tinha escolha, eu não perderia meu titulo....


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário


Não esqueça de preencher o campo com seu e-mail para que eu possa te responder se necessário.
Seu Nome :
Seu Email: (obrigatório)
Sua Mensagem: (obrigatório)

(X)FECHAR

Termos de uso do blog:


  1. Ao usar este blog você expressa de forma implícita a sua aceitação aos nossos termos de uso e regras de conduta aqui citados;
  2. Todo o conteúdo do blog é criado por mim Morgana Cristina a menos que seja informado o contrário;
  3. É expressamente proibido a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog, isso inclui meus textos, contos, resenhas, fanfics, tutoriais, designs(meus Templates personalizado e os gratuitos) e principalmente meus livros os quais eu disponibilizo aqui;
  4. E permitido citar o conteúdo do blog desde que aja sempre um link direcionando ao Morgana Fanfics;
  5. Os texto aqui publicado pode ser usado por qualquer pessoa desde que de forma individual e pessoal;
  6. Todos os artigos são registrados sob uma licença ©Copyright – Todos os direitos Reservados.
  7. Os termos podem ser alterados sem aviso prévio

Termos de uso dos comentários:

  1. Todos os comentários do blog passam por moderação;
  2. As moderadoras tem o total direito de decidir se os comentários estão ou não adeptos a serem postados no blog;
  3. Não serão aceitos comentários que não tiverem relação com o assunto do post, contiver palavrões(usados como ofensas), ofensas a algo ou alguém em questão(personagens dos livros e fanfics são exceções a essa regra), propagandas(spam), pedidos de parcerias ou promoções(existem campos exatamente para essas coisas);
  4. Procure não agredir nos comentários, aceito críticas construtivas, não agressivas.
  5. Possíveis desentendimentos entre os usuários, através de comentários ou da c-box, não serão de modo algum resolvidos pela moderação.
  6. Os comentários publicados refletem única e exclusivamente a opinião de quem o posta a autora do post ou dona do blog não necessariamente compartilha da mesma opinião.

.

Atualizado: 28/09/2016

Politica de Privacidade:

  1. Garanto que em hipótese alguma serão divulgados qualquer tipo de dado eventualmente enviado à mim seja por formulário, e-mail, ou qualquer outro meio;
  2. Este site pode utilizar cookies e/ou web beacons quando um usuário tem acesso às páginas;
  3. Nenhuma informação coletada nesse blog é vendida ou utilizada por terceiros;
  4. Não utilizamos nenhum de seus dados de contatos para envio de spans;
  5. Exibimos publicidade de terceiros que podem coletar dados quando visitados, tornando-se assim responsabilidade do site em questão a privacidade de seus dados;
  6. Não nos responsabilizamos pela publicidade;
  7. Nossa politica de privacidade pode ser alterada a qualquer instante sem aviso prévio;
Atualizado: 28/09/2016
.