26 novembro 2016

Aumente o tamanho da fonte Diminua o tamanho da fonte

Fanfic: Favors Exchange- Capitulo 03

Favors Exchange- Capitulo 03

Pov | Bella
Mesmo que eu estivesse um caco eu precisava trabalhar, cheguei na empresa na parte da tarde e já marcando uma reunião com uma das minhas advogados e melhor amiga, eu precisava comunicá-la as mudanças no caso.
-Mandou me chamar. -Ela disse entrando dentro do meu escritório.
-Sim eu tenho novidades no caso.
-Boas ou ruins.
Ela perguntou enquanto entrava dentro do meu escritório.
-Terríveis.
-O que aconteceu?
-O Jacob deu para trás.
-Como assim deu pra trás?

Eu respirei fundo e comecei a contar tudo que o Jacob tinha me dito ontem.
-Que foda amiga.
-E o pior você não sabe, a assistente social foi lá em casa hoje e pegou o Edward somente de cueca no meu apartamento.
Ela era a única que sabia do meu caso com o Edward.
-Ui.
-Ela acabou pensando que ele fosse meu noivo e diante da situação não tive como negar.
-Mas ela sabe o nome do seu noivo, isso consta no processo e provavelmente nos papeis que ela recebeu.
-Eu disse que foi um erro ao preencher os papeis, e que o Jacob era meu advogado. De certa forma eu não menti.
Era trágico eu ficar fazendo piada com aquela situação, mas eu já tinha sofrido bastante com tudo aquilo não tinha mais o que fazer. Agora minha única solução era tentar cuidar dela mesmo com ela naquele lugar.
-Bem seria ótimo se você tivesse realmente noiva do Cullen Jr.
-Por que?
-Qualquer juiz respeita o sobrenome Cullen, o que vai julgar seu caso não é diferente, pelo que eu soube a tese dele foi toda sobre a família Cullen.
-Mesmo sendo ele 17 anos mais jovem que eu?
-Poderíamos alegar que vocês se conhecem a algum tempo e ninguém pode falar nada ele tem 20 anos já é dono do próprio nariz, ele só precisaria de um emprego.
Olhei para ela não conseguindo acreditar no que ela dizia.
-Você está falando sério Rosie? -Perguntei já montando um plano na minha cabeça.
-Sim, ele só precisaria de um emprego e conseguir terminar a escola antes do processo, como o processo já está em andamento tentaríamos adiar a audiência até o fim do ano quando ele já tiver se formado, isso é se ele conseguir terminar a escola esse ano, ele poderia pedir um emprego ao pai dele, ele trabalhando na Cullen’s seria um acréscimo é tanto.
-Você me garante isso? – Perguntei, podia ser loucura, mas se essa loucura fosse me ajudar a ter a guarda dela.
-Tenho quase certeza de que você estando com ele você conseguiria a guarda dela.
[...]
Eu fazia de tudo para conseguir ver ela o máximo de vezes possível durante a semana, mesmo com minha agenda corrida e meus milhares de compromissos eu conseguia ver ela pelo menos 4 vezes durante a semana.
-Senhora Swan por favor podemos ir até ela.- Disse uma das freiras, Ângela ela sempre me recepcionava.
-E mesmo necessário todo esse espetáculo toda vez que eu for vir vê ela?
-Eu sinto muito por isso, mas são ordens da madre superior.
Balancei a cabeça, não conseguia mesmo entender pra que tudo aquilo.
-Eu fiquei muito triste em saber que você não conseguiu a guarda dela, principalmente sabendo que foi tudo por culpa daquela mulher.
-Que mulher? – Perguntei sem fazer ideia do que ela estava falando.
-A que depor contra você.
-Como?
-Ela veio aqui e falou para a madre superior que você era uma devassa e que seu apartamento vivia cheio de homens.
-Como? – Perguntei, dessa vez sem conseguir acreditar no que saia da boca dela. -Quem era essa mulher?
-Não sei ela conversou diretamente com a madre e não se identificou na entrada.
Eu não conseguia pensar em ninguém que pudesse me odiar a ponto de vir aqui no orfanato falar mal de mim, e principalmente falar mentiras, sim eu tinha meus casos, mas para minha casa eu só levava o Edward. Eu nunca tinha levado outro homem sem ser ela para minha casa.
-Deixarei para descobri quem é essa cadela depois. –Eu disse esquecendo-me um pouco de onde eu estava, pude perceber a freira, Ângela, me olhando com os olhos arregalados.
[...]
-Meu Deus como você é inteligente, eu acho que na sua idade eu não era inteligente assim.- Eu disse enquanto abraçava ela, eu gostava daquele momento, eu realmente já sentia como se ela fosse minha filha, me doía saber que daqui a pouco eu teria quer ir embora e deixa-la ali, mesmo que com as minhas doações aquele lugar tenha melhorado bastante, ainda assim eu não conseguia entender como tantas crianças podiam viver por tanto tempo em lugares como aquele.
-Mamãe. –Percebi uma das freiras olhar feio para ela quando ela me chamou de mamãe, eu gostava de quando a Ângela ficava “tomando conta de nos”, as outras freiras ali pareciam não gostar de mim.
-Sim meu amor?
Ela parecia envergonhada, as bochechas dela estavam vermelhas eu adorava vê-la corar.
-Posso te faze uma pergunta muito séria.
-Claro, você pode me perguntar qualquer coisa. – eu disse mesmo tendo medo de algumas perguntas que ela poderia fazer.
-Quando eu vou morar com você?
Aquele era o tipo de pergunta que eu não gostava que ela fizesse.
-Se fosse por mim seria hoje, mas o lembra que eu te expliquei pra isso é preciso que aquele homem super pode­­roso assine aqueles papeis.
-E porque ele demora tanto para assinar?
-Eu realmente não sei, mas quando você ver ele novamente é só perguntar.
Eu sabia que era errado, mas vai que a pressão dela o fizesse ver o que era melhor para ela.
-Ok mamãe, eu vou fazer isso.
Eu ri orgulhosa, eu adorava quando ela me chamava de mamãe. Trouxe ela para o meu colo, eu precisava sentir ela mais um pouquinho perto de mim, daqui a pouco eu teria que ir embora, e eu precisava guarda o máximo dela comigo.
[...]
As palavras da Rosalie ainda martelavam na minha cabeça, será mesmo que o Cullen ajudaria, mas ai eu teria que estar assumindo duas crianças, porque no fundo era aquilo que ele era, mesmo que já fosse completar vinte anos, ele não tinha um pingo de maturidade, não tinha conseguido nem terminar a escola, que tipo de exemplo ele estaria dando a minha filha. Mas que outra opção eu teria, e se ele realmente me ajudasse, se no fim eu conseguisse ter ela ali o preço que eu teria que pagar não seria tão caro assim.
Peguei meu telefone e disquei o número dele, algo em torno do quarto toque ele atendeu.
-Fala.
-Eu preciso falar com você, tenho uma proposta.- Fui direto ao ponto.
-Estou indo pra ir.
Capitulo Anterior Menu
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário


Não esqueça de preencher o campo com seu e-mail para que eu possa te responder se necessário.
Seu Nome :
Seu Email: (obrigatório)
Sua Mensagem: (obrigatório)

(X)FECHAR

Termos de uso do blog:


  1. Ao usar este blog você expressa de forma implícita a sua aceitação aos nossos termos de uso e regras de conduta aqui citados;
  2. Todo o conteúdo do blog é criado por mim Morgana Cristina a menos que seja informado o contrário;
  3. É expressamente proibido a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo deste blog, isso inclui meus textos, contos, resenhas, fanfics, tutoriais, designs(meus Templates personalizado e os gratuitos) e principalmente meus livros os quais eu disponibilizo aqui;
  4. E permitido citar o conteúdo do blog desde que aja sempre um link direcionando ao Morgana Fanfics;
  5. Os texto aqui publicado pode ser usado por qualquer pessoa desde que de forma individual e pessoal;
  6. Todos os artigos são registrados sob uma licença ©Copyright – Todos os direitos Reservados.
  7. Os termos podem ser alterados sem aviso prévio

Termos de uso dos comentários:

  1. Todos os comentários do blog passam por moderação;
  2. As moderadoras tem o total direito de decidir se os comentários estão ou não adeptos a serem postados no blog;
  3. Não serão aceitos comentários que não tiverem relação com o assunto do post, contiver palavrões(usados como ofensas), ofensas a algo ou alguém em questão(personagens dos livros e fanfics são exceções a essa regra), propagandas(spam), pedidos de parcerias ou promoções(existem campos exatamente para essas coisas);
  4. Procure não agredir nos comentários, aceito críticas construtivas, não agressivas.
  5. Possíveis desentendimentos entre os usuários, através de comentários ou da c-box, não serão de modo algum resolvidos pela moderação.
  6. Os comentários publicados refletem única e exclusivamente a opinião de quem o posta a autora do post ou dona do blog não necessariamente compartilha da mesma opinião.

.

Atualizado: 28/09/2016

Politica de Privacidade:

  1. Garanto que em hipótese alguma serão divulgados qualquer tipo de dado eventualmente enviado à mim seja por formulário, e-mail, ou qualquer outro meio;
  2. Este site pode utilizar cookies e/ou web beacons quando um usuário tem acesso às páginas;
  3. Nenhuma informação coletada nesse blog é vendida ou utilizada por terceiros;
  4. Não utilizamos nenhum de seus dados de contatos para envio de spans;
  5. Exibimos publicidade de terceiros que podem coletar dados quando visitados, tornando-se assim responsabilidade do site em questão a privacidade de seus dados;
  6. Não nos responsabilizamos pela publicidade;
  7. Nossa politica de privacidade pode ser alterada a qualquer instante sem aviso prévio;
Atualizado: 28/09/2016
.